postado por Volkswagen do Brasil | 27. maio 2013 11:46
 

A Fundação Volkswagen, que é responsável por investimentos sociais da Volkswagen do Brasil há mais de 30 anos, acaba de firmar parceria com nove municípios do estado do Pará, que receberão o projeto educacional "Entre na Roda" em suas redes públicas de ensino, sob coordenação técnica do Cenpec – Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária. Os municípios beneficiados são: Abaetetuba, Acará, Barcarena, Benevides, Cametá, Concórdia do Pará, Limoeiro do Ajuru, Moju e Oeiras do Pará.

A cerimônia de assinaturas dos termos de parceria foi realizada na manhã de hoje (23/5), na cidade de Barcarena (PA), e contou com a presença do superintendente da Fundação Volkswagen, diretor de Assuntos Jurídicos da Volkswagen do Brasil e responsável pelo tema Sustentabilidade na empresa, Dr. Eduardo Barros, da diretora da Fundação Volkswagen, Conceição Mirandola, da coordenadora técnica do Cenpec, Maria Amábile Mansuti, e autoridades dos municípios beneficiados.

O projeto "Entre na Roda" tem como proposta formar, presencialmente e a distância, profissionais de escolas de Ensino Fundamental, de bibliotecas e de outras instituições para que atuem como mediadores de leitura, promovendo, por meio de ações articuladas, o gosto pela leitura e a formação de leitores. Oferece também aos gestores de escolas e de secretarias de educação e de cultura formação específica com o objetivo de garantir a implementação, a articulação, o acompanhamento e a avaliação das ações voltadas à leitura, de modo que, a partir da escola e da biblioteca, se ampliem, estendendo-se também à comunidade.

"Para a Volkswagen do Brasil implementar o 'Entre na Roda' nesses municípios do estado do Pará é reconhecer a importância do letramento para o desenvolvimento humano, em todas as faixas etárias. Assim como os outros projetos da Fundação Volkswagen, assumimos um compromisso com a educação, a cultura e o desenvolvimento da sociedade brasileira", afirmou o superintendente da Fundação Volkswagen e diretor de Assuntos Jurídicos da Volkswagen do Brasil, Dr. Eduardo de Azevedo Barros.

"A Fundação Volkswagen investe na formação continuada de educadores de escolas públicas porque acredita na importância de garantir um direito que pertence a todos: o de aprender. A parceria com todos esses municípios é uma forma de subsidiar o trabalho desses profissionais, tanto na gestão pública como na sala de aula, para contribuir com uma educação de qualidade e com um futuro ainda melhor para o Brasil", disse a diretora da Fundação Volkswagen, Conceição Mirandola.

A implementação do "Entre na Roda" no estado do Pará também contou com o apoio da Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação) – associação civil, sem fins lucrativos, que tem como objetivo articular, mobilizar e integrar os dirigentes municipais de educação do Brasil.

Fundação Volkswagen amplia atuação educacional neste ano

A Fundação Volkswagen amplia sua atuação com projetos educacionais em 2013 por meio de duas iniciativas inéditas. A instituição começa a atender Alagoas, Espírito Santo, Pará e Piauí - somando, então, 11 Estados -, e democratizará o conhecimento acumulado ao longo de uma década de investimento em educação ao lançar sua "Plataforma do Letramento" na internet. Atualmente, a Fundação Volkswagen oferece sete projetos educacionais e três de desenvolvimento social.

Com seus projetos educacionais, a Fundação Volkswagen já beneficiou, na última década (até o fechamento de 2012), mais de 1.258.000 alunos em todo Brasil e ofereceu formação continuada a cerca de 12.000 educadores da rede pública de ensino em 312 cidades, com investimentos de R$ 77,5 milhões. Os projetos de educação também apresentam resultados expressivos na frequência de participação de alunos em aulas e na melhoria do desempenho escolar.

A "Plataforma do Letramento", que será lançada no segundo semestre de 2013, é um ambiente virtual de aprendizagem aberto no qual será disponibilizado todo conteúdo educacional dos projetos da Fundação Volkswagen oferecidos nos últimos 10 anos. O portal também contará com o módulo Educação a Distância, cuja primeira iniciativa será a formação de quatro turmas do projeto "Entre na Roda". O portal ainda terá seções de notícias, fórum, mural e midiateca, entre outras.

A Fundação Volkswagen levará, em 2013, dois projetos consagrados para São Carlos (SP), cidade onde está localizada a fábrica de motores da Volkswagen do Brasil. Um deles é o "Aprender com a Pinacoteca", que oferece formação a professores de arte de escolas públicas e oferece aos estudantes aulas práticas em museus. A unidade fabril em São Carlos ganhará, neste ano, uma biblioteca com 2.500 títulos, que estarão disponíveis para empréstimo aos colaboradores. A partir daí, todas as unidades da Volkswagen do Brasil passarão a contar com biblioteca, revelando o incentivo da empresa ao hábito de ler entre seus colaboradores e familiares.

Outro projeto da Fundação Volkswagen, o "Jogo da Vida em Trânsito", será oferecido para 9.600 estudantes e 480 educadores do Brasil em 2013. Em 2012, o projeto educacional atendeu 1.000 alunos e 54 educadores, de 26 escolas públicas. O programa aborda temas de cidadania e segurança no trânsito com jovens de Ensino Médio em diferentes disciplinas, para formar o condutor consciente, por meio do game "Autopolis" e do roteiro de aulas distribuído aos professores participantes do projeto.

A Fundação Volkswagen

Ao longo dos mais de 30 anos de existência, a Fundação Volkswagen promove e realiza ações que contribuem para a melhoria da qualidade da educação pública e que fomentam o desenvolvimento social de comunidades de baixa renda. A estratégia de atuação baseia-se no desenvolvimento de um trabalho articulado em rede, por meio de parcerias entre os setores público, privado e a sociedade civil organizada (Organizações não-governamentais - ONGs), para, conjuntamente, implementar projetos que influenciem políticas públicas e que sejam sustentáveis a longo prazo.

Para informações sobre a Volkswagen do Brasil, acesse: www.imprensavw.com.br

Tags:
Comentários (0)

postado por Volkswagen do Brasil | 27. maio 2013 11:42
 

A Fundação Volkswagen, que é responsável por investimentos sociais da Volkswagen do Brasil há mais de 30 anos, acaba de firmar parceria com vinte municípios do estado de Alagoas, que receberão os projetos educacionais "Entre na Roda" e "Brincar" em suas redes públicas de ensino, sob coordenação técnica do Cenpec – Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária. Os municípios beneficiados são: Arapiraca, Atalaia, Barra de Santo Antônio, Branquinha, Coité do Nóia, Delmiro Gouveia, Igaci, Junqueiro, Maceió, Marechal Deodoro, Murici, Pão de Açúcar, Quebrângulo, Rio Largo, Santa Luzia do Norte, Satuba , Taquarana, Teotônio Vilela, União dos Palmares e Viçosa.

A cerimônia de assinaturas dos termos de parceria será realizada na tarde de hoje (21/5), em Maceió (AL), e contará com a presença do superintendente da Fundação Volkswagen, diretor de Assuntos Jurídicos da Volkswagen do Brasil e responsável pelo tema Sustentabilidade na empresa, Dr. Eduardo Barros, da diretora da Fundação Volkswagen, Conceição Mirandola, da superintendente do Cenpec, Anna Helena Altenfelder, e autoridades dos municípios beneficiados.

O projeto "Entre na Roda" tem como proposta formar, presencialmente e a distância, profissionais de escolas de Ensino Fundamental, de bibliotecas e de outras instituições para que atuem como mediadores de leitura, promovendo, por meio de ações articuladas, o gosto pela leitura e a formação de leitores. Oferece também aos gestores de escolas e de secretarias de educação e de cultura formação específica com o objetivo de garantir a implementação, a articulação, o acompanhamento e a avaliação das ações voltadas à leitura, de modo que, a partir da escola e da biblioteca, se ampliem, estendendo-se também à comunidade.

Já o "Brincar" é um projeto de formação de educadores que atuam com crianças de até 5 anos em instituições de Educação Infantil. O projeto favorece a reflexão sobre a infância e a cultura infantil, tendo o brincar e o letramento como temas centrais. Oferece formação presencial e a distância para professores, auxiliares de ensino, gestores de escolas e de secretarias de educação.

"Para a Volkswagen do Brasil implementar o 'Entre na Roda' e o 'Brincar' nesses municípios do estado de Alagoas é reconhecer a importância do letramento para o desenvolvimento humano, em todas as faixas etárias. Assim como os outros projetos da Fundação Volkswagen, assumimos um compromisso com a educação, a cultura e o desenvolvimento da sociedade brasileira", afirmou o superintendente da Fundação Volkswagen e diretor de Assuntos Jurídicos da Volkswagen do Brasil, Dr. Eduardo de Azevedo Barros.

"A Fundação Volkswagen investe na formação continuada de educadores de escolas públicas porque acredita na importância de garantir um direito que pertence a todos: o de aprender. A parceria com todos esses municípios é uma forma de subsidiar o trabalho desses profissionais, tanto na gestão pública como na sala de aula, para contribuir com uma educação de qualidade e com um futuro ainda melhor para o Brasil", disse a diretora da Fundação Volkswagen, Conceição Mirandola.

A implementação dos projetos educacionais no estado de Alagoas também contou com o apoio da Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação) – associação civil, sem fins lucrativos, que tem como objetivo articular, mobilizar e integrar os dirigentes municipais de educação do Brasil – e da Rede Nacional Primeira Infância, que é formada por um conjunto de organizações da sociedade civil, do governo, do setor privado, de outras redes e de organizações mutilaterais que atuam na promoção e defesa dos direitos da primeira infância.

Fundação Volkswagen amplia atuação educacional neste ano

A Fundação Volkswagen amplia sua atuação com projetos educacionais em 2013 por meio de duas iniciativas inéditas. A instituição começa a atender Alagoas, Espírito Santo, Pará e Piauí - somando, então, 11 Estados -, e democratizará o conhecimento acumulado ao longo de uma década de investimento em educação ao lançar sua "Plataforma do Letramento" na internet. Atualmente, a Fundação Volkswagen oferece sete projetos educacionais e três de desenvolvimento social.

Com seus projetos educacionais, a Fundação Volkswagen já beneficiou, na última década (até o fechamento de 2012), mais de 1.258.000 alunos em todo Brasil e ofereceu formação continuada a cerca de 12.000 educadores da rede pública de ensino em 312 cidades, com investimentos de R$ 77,5 milhões. Os projetos de educação também apresentam resultados expressivos na frequência de participação de alunos em aulas e na melhoria do desempenho escolar.

A "Plataforma do Letramento", que será lançada no segundo semestre de 2013, é um ambiente virtual de aprendizagem aberto no qual será disponibilizado todo conteúdo educacional dos projetos da Fundação Volkswagen oferecidos nos últimos 10 anos. O portal também contará com o módulo Educação a Distância, cuja primeira iniciativa será a formação de quatro turmas do projeto "Entre na Roda". O portal ainda terá seções de notícias, fórum, mural e midiateca, entre outras.

A Fundação Volkswagen levará, em 2013, dois projetos consagrados para São Carlos (SP), cidade onde está localizada a fábrica de motores da Volkswagen do Brasil. Um deles é o "Aprender com a Pinacoteca", que oferece formação a professores de arte de escolas públicas e oferece aos estudantes aulas práticas em museus. A unidade fabril em São Carlos ganhará, neste ano, uma biblioteca com 2.500 títulos, que estarão disponíveis para empréstimo aos colaboradores. A partir daí, todas as unidades da Volkswagen do Brasil passarão a contar com biblioteca, revelando o incentivo da empresa ao hábito de ler entre seus colaboradores e familiares.

Outro projeto da Fundação Volkswagen, o "Jogo da Vida em Trânsito", será oferecido para 9.600 estudantes e 480 educadores do Brasil em 2013. Em 2012, o projeto educacional atendeu 1.000 alunos e 54 educadores, de 26 escolas públicas. O programa aborda temas de cidadania e segurança no trânsito com jovens de Ensino Médio em diferentes disciplinas, para formar o condutor consciente, por meio do game "Autopolis" e do roteiro de aulas distribuído aos professores participantes do projeto.

A Fundação Volkswagen

Ao longo dos mais de 30 anos de existência, a Fundação Volkswagen promove e realiza ações que contribuem para a melhoria da qualidade da educação pública e que fomentam o desenvolvimento social de comunidades de baixa renda. A estratégia de atuação baseia-se no desenvolvimento de um trabalho articulado em rede, por meio de parcerias entre os setores público, privado e a sociedade civil organizada (Organizações não-governamentais - ONGs), para, conjuntamente, implementar projetos que influenciem políticas públicas e que sejam sustentáveis a longo prazo.

Para informações sobre a Volkswagen do Brasil, acesse: www.imprensavw.com.br

Projeto "Entre na Roda"

 

Projeto "Brincar"

Tags:
Comentários (0)

postado por Volkswagen do Brasil | 10. maio 2013 10:24
 

A Fundação Volkswagen, que é responsável por investimentos sociais da Volkswagen do Brasil há mais de 30 anos, lançou hoje, 9 de maio, o projeto "Costurando o Futuro" em São José dos Pinhais (PR), em parceria com a Prefeitura Municipal de São José dos Pinhais, por meio do programa Economia Solidária, e com o Instituto de Organização Racional do Trabalho - Idort. O programa oferecerá capacitação técnica e profissional em corte, costura e empreendedorismo a 45 mulheres em situação de vulnerabilidade social vizinhas à fábrica da Volkswagen do Brasil em São José dos Pinhais: São Judas Tadeu, Ipê, Guatupê e Parque da Fonte.

Ao longo dos próximos 15 meses, as costureiras participarão de oficinas gratuitas focadas na formação técnica em corte e costura, aprendizado em criação e desenvolvimento de portfólio de produtos, noções de administração de negócios e finanças, design, comunicação para ampliar possibilidades comerciais e empreendedorismo social para a estruturação de um negócio próprio.

Além do foco social e econômico, impulsionando a geração de trabalho e renda na comunidade, o "Costurando o Futuro" tem atuação ambiental, praticamente eliminando o descarte de tecidos automotivos em aterros. Nas oficinas, as participantes transformarão em peças, como bolsas e acessórios, tecidos automotivos não utilizados pela Volkswagen do Brasil. O projeto também receberá tecido excedente de produção da marca de camisas Dudalina, que fornecerá o material por meio do seu Instituto Adelina. Com os retalhos, elas poderão executar técnicas como patchwork (trabalho com retalho).

"O projeto criará alternativas de trabalho e renda para 45 mulheres e oferecerá plenas condições para que, ao final da oficina-escola, elas possam formar o seu próprio negócio como empreendedoras sociais. As costureiras poderão atuar como multiplicadoras do conhecimento, dando ao projeto uma maior amplitude", declarou a diretora da Fundação Volkswagen, Conceição Mirandola.

A expectativa de estar inserida no mercado de trabalho com novas possibilidades profissionais gera estímulo e transformações individuais.

"O projeto significa a realização de um sonho que eu tinha de costurar e ter o meu próprio negócio. O aprendizado de hoje é só o começo, no futuro, pretendo investir na produção de uniformes escolares e profissionais, pois acredito que há um grande campo a ser explorado", contou a aluna Silvani Alves Pessoa, dona de casa e moradora do Bairro São Judas Tadeu.

Projeto de sucesso

O "Costurando o Futuro" foi realizado durante três anos em São Bernardo do Campo (SP) e está sendo ampliado para o Paraná com recursos de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O projeto fortalecerá os laços comunitários para que a aprendizagem, as instalações no bairro São Judas Tadeu e o maquinário possam se tornar uma patrimônio da comunidade.

Em São Bernardo do Campo, 160 pessoas receberam formação em corte, costura e empreendedorismo e criaram um portfólio de 37 produtos, entre os quais bolsas, mochilas e porta-objetos, confeccionados com tecidos automotivos e uniformes usados de funcionários que seriam descartados pela Volkswagen do Brasil.

Para garantir a sustentabilidade do projeto, elas formalizaram um empreendimento social para seguir com o trabalho de forma autônoma. Entre o total de participantes de São Bernardo do Campo, um grupo de empreendedoras criou o seu próprio negócio, a microempresa de confecções Tecoste, que significa Tecido, Costura e Arte.

O grupo Tecoste foi integrado à incubadora do Programa Municipal de Economia Solidária, permitindo que essas mulheres continuem recebendo por dois anos formação em empreendedorismo social por meio da Umesp (Universidade Metodista de São Paulo). A Volkswagen do Brasil continua fornecendo gratuitamente ao grupo Tecoste tecido automotivo e uniformes. No decorrer do projeto, outras participantes também conseguiram ingressar no mercado de trabalho ou preferiram atuar de forma autônoma como costureiras.

"Dessa forma, o 'Costurando o Futuro' cumpre seu objetivo ao apresentar novas perspectivas aos participantes com base nas três dimensões da sustentabilidade: social, econômica e ambiental. A partir de uma metodologia de sucesso, ampliamos o projeto para São José dos Pinhais, atendendo as necessidades locais, com a certeza de que também estamos oferecendo condições para um futuro promissor a esse grupo de mulheres" explicou o superintendente da Fundação Volkswagen e diretor de Assuntos Jurídicos da Volkswagen do Brasil e responsável pelo tema Sustentabilidade na empresa, Dr. Eduardo Barros.

Os resultados do projeto "Costurando o Futuro" em São Bernardo do Campo foram apresentados no estande da Volkswagen na Rio + 20 - Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, realizada em junho de 2012.

Desenvolvimento Social

Outra iniciativa da Fundação Volkswagen no estado do Paraná é o “Volkswagen na Comunidade”, um concurso voltado para organizações sociais nas quais colaboradores da Volkswagen são voluntários. A 6ª edição do "Volkswagen na Comunidade" premiará dez projetos sociais desenvolvidos por organizações não-governamentais (ONGs) e sem fins lucrativos com um total de R$ 400 mil (sendo R$ 40 mil para cada, valor que deve ser investido em ações de transformação social). As instituições vencedoras e finalistas também ganharão um curso de Gestão de Projetos Sociais. A novidade, neste ano, é o processo de inscrição totalmente eletrônico, por meio de formulário disponibilizado no site da Fundação Volkswagen (www.fundacaovw.com.br).

No ano passado, a instituição vencedora do Paraná foi o "Pequeno Cotolengo Paranaense", de Curitiba. O valor recebido do "Volkswagen na Comunidade" foi investido na ampliação do espaço onde é realizado o "Bazar da Amizade", que contribui com a receita da instituição. Os recursos provenientes do bazar são investidos na aquisição de materiais médico-hospitalares e itens de consumo utilizados pelas pessoas com deficiências múltiplas e paralisia cerebral residentes na instituição.

Fundação Volkswagen

Ao longo dos mais de 30 anos de existência, a Fundação Volkswagen promove e realiza ações que contribuem para a melhoria da qualidade da educação pública e que fomentam o desenvolvimento social de comunidades de baixa renda. A estratégia de atuação baseia-se no desenvolvimento de um trabalho articulado em rede, por meio de parcerias entre os setores público, privado e a sociedade civil organizada (Organizações não-governamentais - ONGs), para, conjuntamente, implementar projetos que influenciem políticas públicas e que sejam sustentáveis a longo prazo.

Para informações sobre a Volkswagen do Brasil, acesse: www.imprensavw.com.br

 

Em São José dos Pinhais, oficinas gratuitas oferecem formação técnica em corte, costura e empreendedorismo

Projeto promove o desenvolvimento de mulheres em situação de vulnerabilidade social e a sustentabilidade ambiental ao aproveitar tecidos automotivos descartados

[da esq. para a dir.] O secretário de Trabalho, Emprego e Economia Solidária de São José dos Pinhais, Miguel Ferreira de Paula, a diretora da Fundação Volkswagen, Conceição Mirandola, o vice-prefeito de São José dos Pinhais, Toninho da Farmácia, o diretor de Assuntos Jurídicos da Volkswagen, Dr. Eduardo Barros, o diretor da unidade da Volkswagen em São José dos Pinhais, Volker Germann e o diretor de Recursos Humanos da Volkswagen, Nilton Junior, acompanham descerramento de placa que simboliza o início do projeto Costurando o Futuro em São José dos Pinhais.

[da esq. para a dir.] Dr. Eduardo Barros, Conceição Mirandola, Volker Germann e Nilton Junior, da Volkswagen do Brasil, participam de cerimônia de lançamento do projeto Costurando o Futuro ao lado de Miguel Ferreira de Paula e Toninho da Farmácia, da Prefeitura de São José dos Pinhais.

Representantes da Volkswagen do Brasil acompanham o início das atividades do Costurando o Futuro no Paraná.

Tags: ,
Comentários (0)

postado por Volkswagen do Brasil | 18. abril 2013 10:57
 

A Fundação Volkswagen, que é responsável pelos investimentos sociais da Volkswagen do Brasil há mais de 30 anos, prorrogou as inscrições para o " VI Concurso Volkswagen na Comunidade" até 3 de maio. O concurso premiará dez projetos sociais desenvolvidos por organizações não-governamentais (ONGs) e sem fins lucrativos com um total de R$ 400 mil (sendo R$ 40 mil para cada, valor que deve ser investido em ações de transformação social). As instituições vencedoras e finalistas também ganharão um curso de Gestão de Projetos Sociais. A novidade, neste ano, é o processo de inscrição totalmente eletrônico, por meio de formulário disponibilizado no site da Fundação Volkswagen (www.fundacaovw.com.br).

Em seu histórico, o "Volkswagen na Comunidade" já distribuiu R$ 1,4 milhão em prêmios para 38 ONGs vencedoras, beneficiando 6.765 pessoas diretamente. As cinco edições já realizadas somaram 1.725 projetos inscritos, de 1.276 ONGs de todo o Brasil, sendo que as vencedoras estão localizadas no Distrito Federal, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo. Na última edição, em 2012, o "Volkswagen na Comunidade" registrou recorde de inscrições: foram 531 projetos, de 423 organizações sociais localizadas em 13 Estados brasileiros. Em 2012, o concurso teve crescimento de inscrições de quase 40% em relação a 2011, quando foram indicados 380 projetos.

Para concorrer, os projetos precisam ser inscritos por empregados da Volkswagen do Brasil que atuam voluntariamente nessas instituições. No ano passado, 309 empregados inscreveram projetos. "O 'Volkswagen na Comunidade' reconhece o trabalho voluntário realizado pelos funcionários da Volkswagen do Brasil em suas comunidades, incentiva e divulga essa prática. O prêmio em dinheiro viabiliza a execução das ações propostas e o curso de Gestão de Projetos Sociais prepara os gestores das organizações para gerir melhor os recursos recebidos, garantindo a sustentabilidade dos projetos, aumentando seu alcance e benefícios", diz o superintendente da Fundação Volkswagen e diretor de Assuntos Jurídicos da Volkswagen do Brasil, Dr. Eduardo Barros. O concurso aceita inscrições de projetos que envolvam os mais diversos temas, tais como educação, saúde, esportes, meio ambiente, entre outros.

Os projetos inscritos são avaliados por um comitê formado por funcionários da Volkswagen do Brasil que receberam treinamento específico. Os projetos vencedores, por sua vez, são acompanhados pela equipe da Fundação Volkswagen, que monitora, por meio de visitas técnicas, todo processo de implementação das ações propostas, as quais devem ser realizadas em oito meses.

Prêmios

O 6º concurso "Volkswagen na Comunidade" premiará dez projetos sociais com R$ 40 mil cada. Do total de premiados, nove projetos serão inéditos (nunca antes contemplados pelo "Volkswagen na Comunidade"). O outro vencedor receberá o "Prêmio de Sustentabilidade", que beneficiará com R$ 40 mil o projeto que já foi contemplado na edição 2012 do concurso e que apresentou, durante o ano, a melhor gestão do recurso recebido.

Os projetos vencedores e os finalistas também receberão um curso de Gestão de Projetos Sociais, que será realizado durante três dias. No curso, os responsáveis pelas ONGs aprenderão a administrar o valor recebido, a fazer a comunicação da instituição de forma eficiente e como monitorar o projeto que está sendo implementado.

Vencedores de 2012

A última edição do "Volkswagen na Comunidade", realizada em 2012, premiou dez instituições de São Paulo, Paraná e Pernambuco. Confira as vencedoras:

Ação Social Paróquia Palmares, de Palmares (PE) – O projeto "Crianças e Adolescentes Rumo à Inclusão Familiar e Comunitária" assiste vítimas de abandono, maus tratos e excluídas da convivência familiar e comunitária. Com o valor entregue pela Fundação Volkswagen, a instituição dá continuidade aos trabalhos desenvolvidos em duas casas de acolhida, resgatando a cidadania e tentando recompor os vínculos familiares ou criar novos vínculos com uma família substituta. O projeto também oferece alimentação, educação, cuidados com a saúde, esporte, lazer, profissionalização e cultura.

Associação Palotina, de São Paulo (SP) – O projeto premiado "Inter-nações Diversidade Cultural e Integração: Inclusão Digital num Mundo Global" oferece inclusão digital para mulheres estrangeiras refugiadas ou egressas do sistema prisional e para seus filhos. O objetivo é oferecer cursos de informática, buscando a qualificação para o mercado de trabalho. O valor recebido do "Volkswagen na Comunidade" é investido na aquisição de equipamentos e material didático, no apoio para transporte, adequação de espaço e custeio da equipe profissional.

Associação para Auxílio da Criança e Adolescente Projeto Crescer, de Pindamonhangaba (SP) - O projeto "Comunidade em Ação" oferece atividades esportivas, culturais, educacionais e de lazer para crianças e adolescentes e suas famílias, contribuindo com o desenvolvimento humano e o exercício da cidadania. O prêmio recebido do "Volkswagen na Comunidade" é investido na aquisição de uniformes, materiais esportivos e pedagógicos, além de custear parte da alimentação e da equipe técnica.

Associação PODE – Portadores de Direitos Especiais, de Pesqueira (PE)- O projeto "Arte Terapia e Inclusão" promove a habilitação e a reabilitação crianças e adolescentes com deficiência, contribuindo com o desenvolvimento humano e a inclusão social. O prêmio recebido do "Volkswagen na Comunidade" permite a continuidade do projeto, com a aquisição de materiais pedagógicos de arte terapia e de itens de consumo, de equipamentos para hidroterapia e fisioterapia, além do custeio de parte da equipe de arte-educadores e terapeutas que atuam no projeto.

Centro de Capacitação para a Vida – Projeto Neemias, de São Paulo (SP) - Projeto Neemias, de São Paulo (SP) - O projeto premiado "Coração que Dança e Canta" oferece aulas de dança e canto a crianças e adolescentes. O prêmio contribui para a adaptação da nova sala de cursos e aquisição de materiais, figurinos e equipamentos eletrônicos.

Centro Educacional Integrado de Vinhedo (CEIVI), de Vinhedo (SP) – O projeto "Incluir é Legal" prevê a construção de um Centro de Capacitação Profissional e a aquisição de equipamentos para ampliar as atividades. No espaço, pessoas com diferentes tipos de deficiências, a partir de 16 anos, serão qualificadas para o mercado de trabalho.

Núcleo Espírita Chácara das Flores Eurípedes Barsanulfo, de Mauá (SP) - O projeto premiado "Protagonistas da História – Integrando Leitura, Conto e Teatro" estimula a leitura por meio de oficinas de conto, teatro e biblioteca circulante. O prêmio recebido do "Volkswagen na Comunidade" é utilizado na aquisição de materiais para as oficinas.

ONG Amigos de São Judas Tadeu – ASJT, de São Carlos (SP) - "Literatura na Infância" é o projeto da ONG, que incentiva o hábito da leitura entre crianças e adolescentes, além de suas famílias. O valor recebido é investido na ampliação do projeto, com aquisição de livros e mobiliário, além da adequação do espaço e da formação de mediadores de leitura.

Pequeno Cotolengo Paranaense, de Curitiba (PR) - A instituição investe o valor recebido do "Volkswagen na Comunidade" na ampliação do espaço onde realiza o "Bazar da Amizade", que contribui com a receita da instituição. Os recursos provenientes do bazar são investidos na aquisição de materiais médico-hospitalares e itens de consumo utilizados pelas pessoas com deficiências múltiplas e paralisia cerebral residentes na instituição.

PRÊMIO DE SUSTENTABILIDADE: IA3 (Instituto de Acolhimento e Apoio ao Adolescente), de Pindamonhangaba (SP) – O projeto "Aprendiz na Empresa" foi premiado no 4º "Volkswagen na Comunidade", em 2011, e contemplado com o "Prêmio de Sustentabilidade" na 5ª edição do concurso. O projeto capacita jovens e adolescentes para que desenvolvam habilidades e ampliem condições de empregabilidade e manutenção no mercado de trabalho. O valor recebido em 2012 é investido na construção de um prédio, que permitirá a ampliação do projeto.

Fundação Volkswagen amplia atuação educacional neste ano

A Fundação Volkswagen amplia sua atuação com projetos educacionais em 2013 por meio de duas iniciativas inéditas. A instituição começa a atender Alagoas, Espírito Santo, Pará e Piauí - somando, então, 11 Estados -, e democratizará o conhecimento acumulado ao longo de uma década de investimento em educação ao lançar sua "Plataforma do Letramento" na internet. Atualmente, a Fundação Volkswagen oferece sete projetos educacionais e três de desenvolvimento social.

Com seus projetos educacionais, a Fundação Volkswagen já beneficiou, na última década (até o fechamento de 2012), mais de 1.258.000 alunos em todo Brasil e ofereceu formação continuada a cerca de 12.000 educadores da rede pública de ensino em 312 cidades, com investimentos de R$ 77,5 milhões. Os projetos de educação também apresentam resultados expressivos na frequência de participação de alunos em aulas e na melhoria do desempenho escolar.

A "Plataforma do Letramento", que será lançada no segundo semestre de 2013, é um ambiente virtual de aprendizagem aberto no qual será disponibilizado todo conteúdo educacional dos projetos da Fundação Volkswagen oferecidos nos últimos 10 anos. O portal também contará com o módulo Educação a Distância, cuja primeira iniciativa será a formação de quatro turmas do projeto "Entre na Roda". O portal ainda terá seções de notícias, fórum, mural e midiateca, entre outras.

A Fundação Volkswagen levará, em 2013, dois projetos consagrados para São Carlos (SP), cidade onde está localizada a fábrica de motores da Volkswagen do Brasil. Um deles é o "Aprender com a Pinacoteca", que capacita professores de arte de escolas públicas e oferece aos estudantes aulas práticas em museus. A unidade fabril em São Carlos ganhará, neste ano, uma biblioteca com 2.500 títulos, que estarão disponíveis para empréstimo aos colaboradores. A partir daí, todas as unidades da Volkswagen do Brasil passarão a contar com biblioteca, revelando o incentivo da empresa ao hábito de ler entre seus colaboradores e familiares.

Outro projeto da Fundação Volkswagen, o "Jogo da Vida em Trânsito", será oferecido para 9.600 estudantes e 480 educadores do Brasil em 2013. Em 2012, o projeto educacional atendeu 1.000 alunos e 54 educadores, de 26 escolas públicas. O programa aborda temas de cidadania e segurança no trânsito com jovens de Ensino Médio em diferentes disciplinas, para formar o condutor consciente, por meio do game "Autopolis" e do roteiro de aulas distribuído aos professores participantes do projeto.

A Fundação Volkswagen

Ao longo dos mais de 30 anos de existência, a Fundação Volkswagen promove e realiza ações que contribuem para a melhoria da qualidade da educação pública e que fomentam o desenvolvimento social de comunidades de baixa renda. A estratégia de atuação baseia-se no desenvolvimento de um trabalho articulado em rede, por meio de parcerias entre os setores público, privado e a sociedade civil organizada (Organizações não-governamentais - ONGs), para, conjuntamente, implementar projetos que influenciem políticas públicas e que sejam sustentáveis a longo prazo.

Para informações sobre a Volkswagen do Brasil, acesse: www.imprensavw.com.br

Aproximadamente 150 pessoas estiveram presentes na cerimônia de premiação da 5ª edição do Concurso Volkswagen na Comunidade, realizada na fábrica da Volkswagen do Brasil em São Bernardo do Campo, em setembro de 2012

Tags:
Comentários (0)

postado por Volkswagen do Brasil | 7. março 2013 13:18
 

A Fundação Volkswagen, que é responsável pelos investimentos sociais da Volkswagen do Brasil há mais de 30 anos, estará com inscrições abertas para a 6ª edição do "Volkswagen na Comunidade", de 11 de março a 15 de abril. O concurso premiará dez projetos sociais desenvolvidos por organizações não-governamentais (ONGs) e sem fins lucrativos com um total de R$ 400 mil (sendo R$ 40 mil para cada, valor que deve ser investido em ações de transformação social). As instituições vencedoras e finalistas também ganharão um curso de Gestão de Projetos Sociais. A novidade, neste ano, é o processo de inscrição totalmente eletrônico, por meio de formulário disponibilizado no site da Fundação Volkswagen(www.fundacaovw.com.br).

Em seu histórico, o "Volkswagen na Comunidade" já distribuiu R$ 1,4 milhão em prêmios para 38 ONGs vencedoras, beneficiando 6.765 pessoas diretamente. As cinco edições já realizadas somaram 1.725 projetos inscritos, de 1.276 ONGs de todo o Brasil, sendo que as vencedoras estão localizadas no Distrito Federal, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo. Na última edição, em 2012, o "Volkswagen na Comunidade" registrou recorde de inscrições: foram 531 projetos, de 423 organizações sociais localizadas em 13 Estados brasileiros. Em 2012, o concurso teve crescimento de inscrições de quase 40% em relação a 2011, quando foram indicados 380 projetos.

Para concorrer, os projetos precisam ser inscritos por empregados da Volkswagen do Brasil que atuam voluntariamente nessas instituições. No ano passado, 309 empregados inscreveram projetos. "O 'Volkswagen na Comunidade' reconhece o trabalho voluntário realizado pelos funcionários da Volkswagen do Brasil em suas comunidades, incentiva e divulga essa prática. O prêmio em dinheiro viabiliza a execução das ações propostas e o curso de Gestão de Projetos Sociais prepara os gestores das organizações para gerir melhor os recursos recebidos, garantindo a sustentabilidade dos projetos, aumentando seu alcance e benefícios", diz o superintendente da Fundação Volkswagen e diretor de Assuntos Jurídicos da Volkswagen do Brasil, Dr. Eduardo Barros. O concurso aceita inscrições de projetos que envolvam os mais diversos temas, tais como educação, saúde, esportes, meio ambiente, entre outros.

Os projetos inscritos são avaliados por um comitê formado por funcionários da Volkswagen do Brasil que receberam treinamento específico. Os projetos vencedores, por sua vez, são acompanhados pela equipe da Fundação Volkswagen, que monitora, por meio de visitas técnicas, todo processo de implementação das ações propostas, as quais devem ser realizadas em oito meses.

Prêmios

O 6º concurso "Volkswagen na Comunidade" premiará dez projetos sociais com R$ 40 mil cada. Do total de premiados, nove projetos serão inéditos (nunca antes contemplados pelo "Volkswagen na Comunidade"). O outro vencedor receberá o "Prêmio de Sustentabilidade", que beneficiará com R$ 40 mil o projeto que já foi contemplado na edição 2012 do concurso e que apresentou, durante o ano, a melhor gestão do recurso recebido.

Os projetos vencedores e os finalistas também receberão um curso de Gestão de Projetos Sociais, que será realizado durante três dias. No curso, os responsáveis pelas ONGs aprenderão a administrar o valor recebido, a fazer a comunicação da instituição de forma eficiente e como monitorar o projeto que está sendo implementado.

Vencedores de 2012

A última edição do "Volkswagen na Comunidade", realizada em 2012, premiou dez instituições de São Paulo, Paraná e Pernambuco. Confira as vencedoras:

Ação Social Paróquia Palmares, de Palmares (PE) – O projeto "Crianças e Adolescentes Rumo à Inclusão Familiar e Comunitária" assiste vítimas de abandono, maus tratos e excluídas da convivência familiar e comunitária. Com o valor entregue pela Fundação Volkswagen, a instituição dá continuidade aos trabalhos desenvolvidos em duas casas de acolhida, resgatando a cidadania e tentando recompor os vínculos familiares ou criar novos vínculos com uma família substituta. O projeto também oferece alimentação, educação, cuidados com a saúde, esporte, lazer, profissionalização e cultura.

Associação Palotina, de São Paulo (SP) – O projeto premiado "Inter-nações Diversidade Cultural e Integração: Inclusão Digital num Mundo Global" oferece inclusão digital para mulheres estrangeiras refugiadas ou egressas do sistema prisional e para seus filhos. O objetivo é oferecer cursos de informática, buscando a qualificação para o mercado de trabalho. O valor recebido do "Volkswagen na Comunidade" é investido na aquisição de equipamentos e material didático, no apoio para transporte, adequação de espaço e custeio da equipe profissional.

Associação para Auxílio da Criança e Adolescente Projeto Crescer, de Pindamonhangaba (SP) - O projeto "Comunidade em Ação" oferece atividades esportivas, culturais, educacionais e de lazer para crianças e adolescentes e suas famílias, contribuindo com o desenvolvimento humano e o exercício da cidadania. O prêmio recebido do "Volkswagen na Comunidade" é investido na aquisição de uniformes, materiais esportivos e pedagógicos, além de custear parte da alimentação e da equipe técnica.

Associação PODE – Portadores de Direitos Especiais, de Pesqueira (PE)- O projeto "Arte Terapia e Inclusão" promove a habilitação e a reabilitação crianças e adolescentes com deficiência, contribuindo com o desenvolvimento humano e a inclusão social. O prêmio recebido do "Volkswagen na Comunidade" permite a continuidade do projeto, com a aquisição de materiais pedagógicos de arte terapia e de itens de consumo, de equipamentos para hidroterapia e fisioterapia, além do custeio de parte da equipe de arte-educadores e terapeutas que atuam no projeto.

Centro de Capacitação para a Vida – Projeto Neemias, de São Paulo (SP) -Projeto Neemias, de São Paulo (SP) - O projeto premiado "Coração que Dança e Canta" oferece aulas de dança e canto a crianças e adolescentes. O prêmio contribui para a adaptação da nova sala de cursos e aquisição de materiais, figurinos e equipamentos eletrônicos.

Centro Educacional Integrado de Vinhedo (CEIVI), de Vinhedo (SP) – O projeto "Incluir é Legal" prevê a construção de um Centro de Capacitação Profissional e a aquisição de equipamentos para ampliar as atividades. No espaço, pessoas com diferentes tipos de deficiências, a partir de 16 anos, serão qualificadas para o mercado de trabalho.

Núcleo Espírita Chácara das Flores Eurípedes Barsanulfo, de Mauá (SP) - O projeto premiado "Protagonistas da História – Integrando Leitura, Conto e Teatro" estimula a leitura por meio de oficinas de conto, teatro e biblioteca circulante. O prêmio recebido do "Volkswagen na Comunidade" é utilizado na aquisição de materiais para as oficinas.

ONG Amigos de São Judas Tadeu – ASJT, de São Carlos (SP) - "Literatura na Infância" é o projeto da ONG, que incentiva o hábito da leitura entre crianças e adolescentes, além de suas famílias. O valor recebido é investido na ampliação do projeto, com aquisição de livros e mobiliário, além da adequação do espaço e da formação de mediadores de leitura.

Pequeno Cotolengo Paranaense, de Curitiba (PR) - A instituição investe o valor recebido do "Volkswagen na Comunidade" na ampliação do espaço onde realiza o "Bazar da Amizade", que contribui com a receita da instituição. Os recursos provenientes do bazar são investidos na aquisição de materiais médico-hospitalares e itens de consumo utilizados pelas pessoas com deficiências múltiplas e paralisia cerebral residentes na instituição.

PRÊMIO DE SUSTENTABILIDADE: IA3 (Instituto de Acolhimento e Apoio ao Adolescente), de Pindamonhangaba (SP) – O projeto "Aprendiz na Empresa" foi premiado no 4º "Volkswagen na Comunidade", em 2011, e contemplado com o "Prêmio de Sustentabilidade" na 5ª edição do concurso. O projeto capacita jovens e adolescentes para que desenvolvam habilidades e ampliem condições de empregabilidade e manutenção no mercado de trabalho. O valor recebido em 2012 é investido na construção de um prédio, que permitirá a ampliação do projeto.

Fundação Volkswagen amplia atuação educacional neste ano

A Fundação Volkswagen amplia sua atuação com projetos educacionais em 2013 por meio de duas iniciativas inéditas. A instituição começa a atender Alagoas, Espírito Santo, Pará e Piauí - somando, então, 11 Estados -, e democratizará o conhecimento acumulado ao longo de uma década de investimento em educação ao lançar sua "Plataforma do Letramento" na internet. Atualmente, a Fundação Volkswagen oferece sete projetos educacionais e três de desenvolvimento social.

Com seus projetos educacionais, a Fundação Volkswagen já beneficiou, na última década (até o fechamento de 2012), mais de 1.258.000 alunos em todo Brasil e ofereceu formação continuada a cerca de 12.000 educadores da rede pública de ensino em 312 cidades, com investimentos de R$ 77,5 milhões. Os projetos de educação também apresentam resultados expressivos na frequência de participação de alunos em aulas e na melhoria do desempenho escolar.

A "Plataforma do Letramento", que será lançada no segundo semestre de 2013, é um ambiente virtual de aprendizagem aberto no qual será disponibilizado todo conteúdo educacional dos projetos da Fundação Volkswagen oferecidos nos últimos 10 anos. O portal também contará com o módulo Educação a Distância, cuja primeira iniciativa será a formação de quatro turmas do projeto "Entre na Roda". O portal ainda terá seções de notícias, fórum, mural e midiateca, entre outras.

A Fundação Volkswagen levará, em 2013, dois projetos consagrados para São Carlos (SP), cidade onde está localizada a fábrica de motores da Volkswagen do Brasil. Um deles é o "Aprender com a Pinacoteca", que capacita professores de arte de escolas públicas e oferece aos estudantes aulas práticas em museus. A unidade fabril em São Carlos ganhará, neste ano, uma biblioteca com 2.500 títulos, que estarão disponíveis para empréstimo aos colaboradores. A partir daí, todas as unidades da Volkswagen do Brasil passarão a contar com biblioteca, revelando o incentivo da empresa ao hábito de ler entre seus colaboradores e familiares.

Outro projeto da Fundação Volkswagen, o "Jogo da Vida em Trânsito", será oferecido para 9.600 estudantes e 480 educadores do Brasil em 2013. Em 2012, o projeto educacional atendeu 1.000 alunos e 54 educadores, de 26 escolas públicas. O programa aborda temas de cidadania e segurança no trânsito com jovens de Ensino Médio em diferentes disciplinas, para formar o condutor consciente, por meio do game "Autopolis" e do roteiro de aulas distribuído aos professores participantes do projeto.

A Fundação Volkswagen

Ao longo dos mais de 30 anos de existência, a Fundação Volkswagen promove e realiza ações que contribuem para a melhoria da qualidade da educação pública e que fomentam o desenvolvimento social de comunidades de baixa renda. A estratégia de atuação baseia-se no desenvolvimento de um trabalho articulado em rede, por meio de parcerias entre os setores público, privado e a sociedade civil organizada (Organizações não-governamentais - ONGs), para, conjuntamente, implementar projetos que influenciem políticas públicas e que sejam sustentáveis a longo prazo.

Para informações sobre a Volkswagen do Brasil, acesse: www.imprensavw.com.br

Aproximadamente 150 pessoas estiveram presentes na cerimônia de premiação da 5ª edição do Concurso Volkswagen na Comunidade, realizada na fábrica da Volkswagen do Brasil em São Bernardo do Campo, em setembro de 2012

Superintendente da Fundação Volkswagen e diretor de Assuntos Jurídicos da Volkswagen do Brasil, Dr. Eduardo Barros

Tags: ,
Comentários (0)

postado por Volkswagen do Brasil | 24. janeiro 2013 13:07
 

O Comitê Mundial dos Trabalhadores da Volkswagen beneficiará cerca de 60 mil crianças e adolescentes do Brasil com o programa "A Chance to Play - O Direito de Brincar", que será lançado mundialmente, com foco desta vez no Brasil, durante evento que ocorre hoje em São Bernardo do Campo (SP), cidade onde está localizada a sede da Volkswagen do Brasil. Realizado em parceria com a ONG terre des hommes - Alemanha e com o apoio da Volkswagen, o programa terá um investimento inicial de 1,5 milhão de euros, que será ampliado com ações de arrecadação que devem ocorrer ao longo dos próximos meses nas unidades da Volkswagen do Brasil. Os recursos serão empregados em 12 projetos sociais inéditos que utilizarão o futebol e o ato de brincar como ferramentas de transformação social para promover a educação, a cidadania e a cultura de paz.

No Brasil, o programa "A Chance to Play – O Direito de Brincar" firmou parcerias com organizações sociais que já são reconhecidas pelos trabalhos que realizam em prol do desenvolvimento de crianças e adolescentes. Os 12 novos projetos serão realizados nos anos de 2013 e 2014, no contexto do Mundial de Futebol. O objetivo, no entanto, é promover condições para que as entidades parceiras deem continuidade aos programas permanentemente, consolidando redes locais e influenciando políticas públicas.

O "A Chance to Play – O Direito de Brincar" chega com o histórico de sucesso da África do Sul, onde realizou ações em benefício de cerca de 40 mil crianças e adolescentes durante o Mundial de Futebol de 2010, realizada no país africano. A versão brasileira do programa terá como padrinho o reconhecido quadrinista e cartunista Mauricio de Sousa, criador da 'Turma da Mônica'.

O programa "A Chance to Play - O Direito de Brincar" é patrocinado pelo Comitê Mundial dos Trabalhadores da Volkswagen, por meio de doações voluntárias dos empregados realizadas globalmente. As arrecadações são feitas por meio de campanhas internas promovidas pelos funcionários, como o programa mundial "Uma Hora para o Futuro", por meio do qual os trabalhadores doam o valor equivalente a uma hora de trabalho no ano. Dessa forma, os trabalhadores da Volkswagen expressam sua participação solidária na luta pela efetivação dos direitos da criança e do adolescente, uma vez que as doações são investidas em projetos sociais. A ONG terre des hommes - Alemanha, com experiência de mais de 45 anos de trabalho na área social e com a infância, coordena o programa "A Chance to Play – O Direito de Brincar" e promove a gestão dos projetos.

Até agora, 12 projetos sociais já foram aprovados e serão realizados em comunidades localizadas no entorno de cidades onde a Volkswagen do Brasil tem suas quatro fábricas no País: São Bernardo do Campo (SP), Taubaté (SP), São José dos Pinhais (PR) e São Carlos (SP - fábrica de motores).

O "A Chance to Play – O Direito de Brincar" também capacitará as ONGs parceiras para realizarem os trabalhos sociais com excelência. A Fundação Volkswagen, que é responsável pelos investimentos sociais da Volkswagen do Brasil há mais de 30 anos, participará do trabalho de capacitação.

 

Lançamento nacional

O lançamento nacional do programa "A Chance to Play – O Direito de Brincar" será realizado no dia 24 de janeiro, a partir das 14h, no Ginásio de Vôlei do Complexo Esportivo do Baetão, no centro de São Bernardo do Campo. O evento contará com apresentações culturais e esportivas, além da presença dos responsáveis pelo Comitê Mundial dos Trabalhadores da Volkswagen e pelo programa "A Chance to Play", além do quadrinista e cartunista Mauricio de Sousa.

 

Conheça as instituições parceiras e os 12 projetos inéditos:

Fundação Futebol e Desenvolvimento

A instituição argentina Fundação Futebol e Desenvolvimento, com sede em Moreno, na região metropolitana de Buenos Aires, é a organização referência para a metodologia sociopedagógica do "Futebol de Rua". Responsável por articular a rede latino-americana de "Futebol de Rua", a FuDe multiplicará a metodologia no Brasil.

O "Futebol de Rua" utiliza o esporte como elemento educativo, de cidadania e de transformação social, permitindo que as crianças e os adolescentes sejam os protagonistas das atividades. Na metodologia, o jogo de futebol tem três tempos. No primeiro, os participantes discutem quais serão as regras da partida, sendo que essas devem envolver ações de cidadania, como respeito aos jogadores do outro time. O segundo tempo é o jogo de futebol. O último tempo é uma discussão sobre o jogo, cujo resultado não é contabilizado apenas pela quantidade de gols marcados, mas também pelo respeito às regras que foram definidas no primeiro tempo.

ACER Brasil (Associação de Apoio à Criança em Risco)

ACER Brasil (Associação de Apoio à Criança em Risco) é uma organização comunitária com atuação na zona sul de Diadema (SP), que busca a integração social de crianças e adolescentes. O projeto inédito "Dia do Brincar" capacitará adolescentes e jovens para que organizem dias dedicados a brincadeiras em suas comunidades, fortalecendo a integração, a educação e a cidadania

ADSM (Associação Desportiva do Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos)

A ADSM (Associação Desportiva do Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos) é uma organização social ligada ao Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos (SP). O novo projeto "+ que Futebol" abrirá o espaço à comunidade, promovendo o esporte como instrumento sociopedagógico e de desenvolvimento da cidadania. A iniciativa atenderá crianças e adolescentes de bairros periféricos da cidade.

CELIVI (Centro de Libertação de Vidas)

O CELIVI (Centro de Libertação de Vidas) é uma creche comunitária localizada no município de Santo André (SP). O novo projeto "Brincalar" capacitará os pais das crianças atendidas, para que multipliquem em suas comunidades a proposta pedagógica da creche, que tem foco no direito de brincar.

Centro Cultural Afro-brasileiro Francisco Solano Trindade

O Centro Cultural Afro-brasileiro Francisco Solano Trindade é uma organização com sede em São Bernardo do Campo, que atua também no município de Diadema. Utiliza as ferramentas culturais brasileiras, como percussão, capoeira, danças típicas e manifestações folclóricas, como instrumento sociopedagógico. O novo projeto ampliará a ação do Centro e implementará jogos cooperativos, com foco na educação e na disseminação de uma cultura de paz. As ações também serão multiplicadas por meio de seminários.

Centro de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente "Mônica Paião Trevisan" (CEDECA Sapopemba)

O CEDECA Sapopemba, de São Paulo, é um centro de defesa dos direitos humanos de crianças e adolescentes. O projeto "Brincando se Faz Direito" oferecerá oficinas lúdicas, esportivas e culturais a adolescentes que tiveram conflito com a lei, tentando reconstruir novas trajetórias de vida.

FEASA (Federação das Entidades Assistenciais de Santo André)

A FEASA (Federação das Entidades Assistenciais de Santo André) atua na articulação e na mobilização da rede de entidades sociais de Santo André. O projeto "Brincar é Coisa Séria" capacitará organizações sociais da cidade para que incorporem o "direito do brincar" em seus projetos. Dessa forma, o ato de brincar será utilizado como ferramenta sociopedagógica para a construção de uma cultura de paz.

Instituto Cultural Gotas de Flor com Amor

O Instituto Cultural Gotas de Flor com Amor atua na região do Brooklin Novo, na cidade de São Paulo (SP), atendendo crianças e adolescentes de favelas. A instituição oferecerá oficinas lúdicas e esportivas.

IPA Brasil (Associação Brasileira pelo Direito de Brincar)

Organização especializada na formação de "play workers" (agentes do "brincar"), localizada em São Paulo (SP). Implantará uma brinquedoteca no CIC (Centro de Integração da Cidadania) do bairro Jabaquara, na cidade de São Paulo. No espaço, aberto ao público, também serão promovidos cursos e oficinas sobre como usar o brinquedo e o "brincar" de forma educativa, impulsionando o desenvolvimento de crianças e adolescentes.

Patronato Santo Antonio

O Patronato Santo Antonio é uma organização social do município de São José dos Pinhais (PR), região metropolitana de Curitiba. O novo projeto "Construindo o Direito de Brincar" oferecerá oficinas lúdicas, esportivas e culturais para crianças e adolescentes atendidos pela organização. As ações também serão multiplicadas nessa região.

Projeto de Meninos e Meninas de Rua

Organização com sede em São Bernardo do Campo que atua também nos municípios de Diadema e Guarulhos (SP). Promoverá um bloco infanto-juvenil de Carnaval, cujas atividades trabalharão temas educativos como a auto-organização de crianças e adolescentes de rua e a importância do diálogo. O bloco também articulará organizações de defesa dos direitos da criança e do adolescente. Os desfiles independentes serão realizados em São Bernardo do Campo, nos Carnavais de 2013 e 2014. Fora da época carnavalesca, os desfiles serão promovidos em outras regiões da Grande São Paulo.

Projeto Esperança São Pedro Apóstolo

O Projeto Esperança São Pedro Apóstolo oferece oficinas esportivas e culturais a crianças e adolescentes de Taubaté, por meio do projeto "Esporte nas Comunidades". O novo projeto multiplicará as oficinas de futebol para outras comunidades do município.

 

Para informações sobre a Volkswagen do Brasil, acesse: www.imprensavw.com.br

 

O programa "A Chance to Play – O Direito de Brincar" tem como missão promover a educação, a cidadania e a cultura de paz utilizando o futebol e a brincadeira, e beneficiará crianças e adolescentes das regiões do entorno das fábricas da Volkswagen do Brasil por meio de 12 projetos sociais inéditos, entre outras atividades, no contexto da Copa do Mundo no Brasil em 2014

 

Da esq. para dir.: Nilton Junior, diretor de Recursos Humanos da Volkswagen do Brasil; Peter Maffay, rockstar na Alemanha, Fundador do Instituto Peter Maffay e membro do conselho da Fundação dos Trabalhadores da Volkswagen; Frank Patta, Secretário Geral do Comitê Mundial de Trabalhadores do Grupo Volkswagen e Valdir Freire Dias, o Chalita, Vice-presidente do Comitê Mundial de Trabalhadores do Grupo Volkswagen

 

Oficina cultural no Núcleo do Parque Santa Madalena, CEDECA Sapopemba, em São Paulo (SP)

 

Bloco infanto-juvenil do Projeto Meninos e Meninas de Rua, de São Bernardo do Campo (SP)

 

Teatro de Bonecos na ACER Brasil, em Diadema (SP)

 

Capoeira no Centro Cultural Afro-Brasileiro Francisco Solano Trindade, em São Bernardo do Campo (SP)

 

Creche Comunitária CELIVI, em Santo André (SP)

 

Festival Latino-americano de Futebol de Rua, realizado em outubro de 2012, em Montevidéu (Uruguai)

 

Festival Latino-americano de Futebol de Rua, realizado em outubro de 2012, em Montevidéu (Uruguai)

Tags: ,
Comentários (0)

postado por FundaçãoVW | 11. outubro 2012 03:20
 

Inscrições podem ser feitas ao longo de todo o mês do professor, até o dia 27 de outubro, via a página http://www.premioprofessoresdobrasil.mec.gov.br/

A 6ª edição do Prêmio Professores do Brasil, iniciativa do Ministério da Educação que tem por objetivo revelar iniciativas pedagógicas bem sucedidas aplicadas por professores de todas as etapas da educação básica em salas de aulas da rede pública brasileira, traz novidades. Para a edição 2012, a Secretaria de Educação Básica do MEC (SEB-MEC), responsável pela organização do prêmio, desenvolveu uma segunda categoria de premiação, sobre temas específicos, além da já conhecida, de temas livres, subdividida nas áreas de educação infantil, anos iniciais e anos finais do ensino fundamental, e ensino médio.

A nova modalidade avaliará projetos de educação integral ou integrada, ciências para os anos iniciais, alfabetização nos anos iniciais e educação digital, articulada ao desenvolvimento do currículo.  Além disso, neste ano, o prêmio considera válidas para participação as atividades realizadas até segunda-feira de 1º de outubro, data em que as inscrições foram oficialmente abertas. Nas edições passadas, somente projetos concluídos ao fim do ano anterior ao da inscrição podiam participar. De acordo com a diretora de formulação de conteúdos educacionais da SEB, Mônica Gardelli, a mudança tem como objetivo ampliar as possibilidades de participação e a identificação de mais projetos que vêm fazendo a diferença na educação. “Acreditamos que, assim, os professores ficarão ainda mais estimulados”, diz.

De acordo com o regulamento – disponível na página http://www.premioprofessoresdobrasil.mec.gov.br/ -, todos os professores selecionados serão convidados a produzir vídeo sobre suas iniciativas, e, postados no Youtube, participarão de voto popular. O melhor projeto aos olhos do público receberá ainda uma premiação extra.

O Prêmio Professores do Brasil tem o apoio do Conselho Nacional dos Secretários da Educação (CONSED), União Nacional dos Dirigentes Municipais da Educação (UNDIME), Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI), Associação Brasileira de Editoras de Livros Escolares (Abrelivros), Fundação Volkswagen, Fundação SM e Instituto Votorantim. “A Abrelivros apoia o prêmio desde 2010 por acreditar que os professores do Brasil têm muito a compartilhar em termos de iniciativas pedagógicas criativas e bem sucedidas”, diz a gerente executiva da Abrelivros, Beatriz Grellet.

Instituído em 2005, o Prêmio Professores do Brasil, até a segunda edição, era dirigido apenas a professores da educação infantil e séries-anos iniciais do ensino fundamental. Foi a partir da terceira edição que se estendeu a todas as etapas da educação básica.  De lá para cá, o prêmio conquistou abrangência nacional, com o registro de trabalhos provenientes de todas as regiões do País, e tem a intenção de valorizar o exercício do professor brasileiro dentro da diversidade escolar que permeia a rede pública.

"A valorização do educador é fundamental, pois são, em grande medida, os responsáveis pela formação de crianças e jovens, e esse é o nosso principal investimento para um futuro promissor. São iniciativas como o Prêmio que nos permitem conhecer algumas das atividades desenvolvidas em sala de aula e que fazem a diferença no sucesso da aprendizagem dos alunos”, diz Rafael Gioielli, gerente de pesquisa e desenvolvimento do Instituto Votorantim.

Todos os trabalhos inscritos serão recebidos pelo Instituto Federal de Pelotas, responsável pela análise dos documentos. Uma comissão julgadora nacional, selecionada pelo MEC, avaliará os trabalhos, levando em consideração critérios como atendimento aos objetivos do Plano de Desenvolvimento da Educação, clareza e objetividade do objetivo exposto e potencial de aplicabilidade em outras realidades educacionais. “Nos honra muito ser um dos apoiadores de um projeto desta magnitude e importância, que de forma criativa e inovadora reconhece o mérito de professores das redes públicas de ensino a partir da contribuição dada para garantir a aprendizagem de todos”, diz Maria do Pilar Lacerda, da Fundação SM.

Cada categoria contará com quatro professores premiados nas subcategorias, sendo um por região do Brasil. Neste ano, os professores responsáveis pelas experiências escolhidas pela comissão julgadora, independentemente de região e da classe de premiação, receberão R$ 7 mil, R$ 2 mil a mais do que o montante concedido no ano passado, além de troféu e certificados expedidos pelas instituições parceiras. Todas as escolas cujos professores forem premiados receberão também uma placa em homenagem ao trabalho classificado.

“A Fundação Volkswagen investe na formação continuada de professores de escolas públicas porque acredita no seu trabalho para garantir um direito que a todos pertence: o de aprender. Essa parceria com o MEC é uma forma de reconhecer e incentivar os professores que contribuem para uma educação de qualidade”, diz Conceição Mirandola, diretora da Fundação Volkswagen.

A solenidade de entrega do prêmio acontece em Brasília no fim do ano, com a presença dos vencedores, que terão todos os custos de viagem pagos pela organização do prêmio. Além da cerimônia de entrega dos troféus, os educadores participarão do Seminário Prêmio Professores do Brasil, que possibilita a troca de experiências entre os educadores de escolas públicas de diversas regiões do Brasil.

 

 

Tags:
Comentários (0)

postado por FundaçãoVW | 24. setembro 2012 10:15
 

  • Até o final do ano, 50 professores da rede municipal receberão formação pelo projeto e cerca de 1.500 estudantes terão aula no Museu da Imagem e do Som;
  • Exposição “Pelos caminhos de Taubaté: Identidade, Patrimônio e Cidade”, apoiada pela Fundação Volkswagen, apresenta obras de artistas taubateanos que vivenciaram na Europa o desenvolvimento da Arte Moderna;
  • Ao final da visita, estudantes recebem o “Passaporte do Aprender com a Pinacoteca”, com dicas de turismo da cidade e anotações para construir sua própria memória.;

O projeto Aprender com a Pinacoteca, desenvolvido pela Fundação Volkswagen em parceria com a Pinacoteca do Estado de São Paulo, inicia neste mês a etapa de visitas dos estudantes da rede municipal de ensino ao Museu da Imagem e do Som de Taubaté (MISTAU). As visitas monitoradas visam promover aprendizagem de leituras de obras de arte e oferecem subsídios para a educação patrimonial, por meio da atuação de mediadores no museu, especialmente preparados para atender os grupos de estudantes.

Até o final do ano, mais de 50 visitas monitoradas serão realizadas, beneficiando aproximadamente 1.500 alunos da rede municipal de ensino.

No museu, os visitantes poderão conhecer a exposição “Pelos caminhos de Taubaté: Identidade, Patrimônio e Cidade", também apoiada pela Fundação Volkswagen. A exposição conta com duas obras do acervo da pinacoteca Anderson Fabiano: uma de Georgina de Albuquerque (1885-1962) e uma de Francisco Leopoldo (1879-1948), ambos nascidos em Taubaté e que vivenciaram na Europa o movimento histórico de transformações na arte, o desenvolvimento da Arte Moderna. A exposição é aberta ao público e tem entrada gratuita.

Ao final da visita cada estudante receberá um “passaporte”, com o título “Meus Lugares: pelos caminhos de Taubaté”. A publicação contém uma ficha de identificação, questionário sobre seus costumes e preferência, dicas de turismo, curiosidades sobre a cidade, espaço para anotações do cotidiano e dos passeios por Taubaté, convidando o aluno a construir sua própria memória.

Segundo a diretora da Fundação Volkswagen, Conceição Mirandola, os educadores poderão trabalhar com seus alunos atividades visuais, musicais, corporais ou verbais, abordando conteúdos e discussões tratadas nas leituras de imagem. "Trazer o projeto Aprender com a Pinacoteca para Taubaté possibilitou fazer um mapeamento do patrimônio cultural local e ainda incrementar o acervo do Mistau com algumas obras da Pinacoteca do Estado de São Paulo. Com a exposição, os professores de Arte que participam do projeto e seus alunos passam a ter a experiência de aprendizagem de arte dentro do museu, bem como o público geral da região que poderá visitar gratuitamente a exposição".

Em Taubaté, o projeto Aprender com a Pinacoteca é realizado com a parceria com a Pinacoteca do Estado de São Paulo e a Prefeitura Municipal de Taubaté, com apoio do Ministério da Cultura e da, da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

Oficinas com professores

Os encontros de formação de professores nas instalações do museu começaram em maio deste ano e prosseguem até dezembro, totalizando 11 oficinas com carga horária total de 66 horas. Durante o curso, são tratados conteúdos relativos a Estética e História da Arte, História da Cultura, Educação Patrimonial e processos para educar em Arte. Além disso, todos os educadores participantes recebem material de apoio à prática pedagógica.

"Quando o ensino de Arte passou a integrar o currículo escolar, percebemos a importância de oferecer formação continuada aos professores para trabalhar com seus alunos. Depois de três anos em São Bernardo do Campo, dirigimos nossos esforços para o projeto acontecer em Taubaté, por representar um importante polo cultural no estado de São Paulo", explica Conceição Mirandola.

O Aprender com a Pinacoteca foi criado em 2008 pela Fundação Volkswagen, inicialmente implementado na cidade de São Bernardo do Campo (SP) com os seguintes objetivos: capacitar os professores de Arte para a compreensão dos potenciais educativos do museu; auxiliar na compreensão aprofundada do papel da arte e da cultura como recursos educativos e sócio-inclusivos; ampliar a percepção dos educadores nas associações entre educação formal e não formal e disseminar o prazer da visitação e frequência a instituições culturais, de forma a desenvolver a consciência crítica e a cidadania. Nos últimos três anos, 61 escolas participaram do projeto, beneficiando 118 professores e 3.540 alunos.

Fundação Volkswagen

Ao longo dos mais de 30 anos de existência, a Fundação Volkswagen promove e realiza ações que contribuem para a melhoria da qualidade da educação pública e que fomentam o desenvolvimento social de comunidades de baixa renda. A estratégia de atuação baseia-se no desenvolvimento de um trabalho articulado em rede, por meio de parcerias entre os setores públicos, privados e a sociedade civil organizada (Organizações não-governamentais – ONGs), para, conjuntamente, implementar projetos que influenciem políticas públicas e que sejam sustentáveis a longo prazo.

A Fundação Volkswagen atingiu em 2011 a marca de 1 milhão de alunos atendidos em todo Brasil, em nove anos de atuação de seus projetos em Educação, que receberam investimentos de R$ 50 milhões, beneficiando 265 cidades e mais de 10 mil educadores. Os projetos também apresentam resultados expressivos na frequência de participação de alunos em aulas e melhoria de desempenho escolar. Em 2012, a Fundação Volkswagen atenderá 95 municípios, em 7 Estados, por meio de seus dez projetos, sendo sete de educação e três de desenvolvimento social. Do total de cidades, 43 receberão projetos da Fundação Volkswagen pela primeira vez.

Exposição

A exposição “Pelos caminhos de Taubaté: Identidade, Patrimônio e Cidade” tem entrada gratuita e está aberta à visitação até o dia 10 de dezembro no Museu da Imagem e do Som, de terça à sexta das 8h às 12h e das 14h às 17h30, sábados e domingos das 8h às 12h. O museu fica na Avenida Thomé Portes Del Rey, nº 761 - Jardim Ana Emília.

A exposição “Pelos caminhos de Taubaté: Identidade, Patrimônio e Cidade” está aberta ao público até o dia 10/12

O Museu de Imagem e Som de Taubaté foi inaugurado em 6 de setembro de 1995 e está subordinado à Divisão de Museus, Patrimônio e Arquivo Histórico da cidade. Seu espaço físico conta com um auditório e sala de projeção com capacidade para 50 pessoas, ilha de edição e equipamento de vídeo digital, terminal de áudio, laboratório e acervo fotográfico, arquivo histórico, biblioteca e hemeroteca, além da exposição permanente Exposição Permanente ”Taubaté na História do Brasil”.

Serviço:

Exposição: “Pelos caminhos de Taubaté: Identidade, Patrimônio e Cidade”

Data: 25 de agosto a 10 de dezembro de 2012

Visitação de terça a sexta, das 8h às 12h e das 14h às 17h30, sábados e domingos das 8h às 12h.

Censura Livre.

Local: Pinacoteca Anderson Fabiano e Museu da Imagem e do Som.

Endereço: Avenida Thomé Portes del Rey, nº 761 - Jardim Ana Emília.

Entrada gratuita

“Filhos da artista brincando na gangorra”, pintura a óleo sobre tela de Georgina de Albuquerque - Acervo Pinacoteca Anderson Fabiano

A diretora da Fundação Volkswagen, Conceição Mirandola, ao lado da obra “Retrato de minha mãe”, escultura em mármore de Francisco Leopoldo e Silva - Acervo Pinacoteca Anderson Fabiano

Publicações entregues a alunos e professores participantes do Aprender com a Pinacoteca em Taubaté

Tags:
Comentários (0)

postado por FundaçãoVW | 31. agosto 2012 09:52
 

A Fundação Volkswagen – voltada para investimento na educação e desenvolvimento social da Volkswagen do Brasil, por meio de projetos com foco em educação e desenvolvimento social - inaugurou no último dia 25, no Museu da Imagem e do Som de Taubaté (Mistau) a exposição: "Pelos caminhos de Taubaté: Identidade, Patrimônio e Cidade".

A exposição é uma das ações que compõem do projeto Aprender com a Pinacoteca, implantado em Taubaté no mês de abril deste ano. Para a exposição, que poderá ser visitada gratuitamente até o dia 10 dezembro, foram selecionadas duas obras do acervo da pinacoteca Anderson Fabiano: uma de Georgina de Albuquerque (1885-1962) e uma de Francisco Leopoldo (1879-1948), ambos nascidos em Taubaté e que vivenciaram na Europa o movimento histórico de transformações na arte, o desenvolvimento da Arte Moderna.

A partir da visitação, os professores poderão trabalhar com seus alunos atividades visuais, musicais, corporais ou verbais, abordando conteúdos e discussões tratadas nas leituras de imagem. "Trazer o projeto Aprender com a Pinacoteca para Taubaté possibilitou fazer um mapeamento do patrimônio cultural local e ainda incrementar o acervo do Mistau com algumas obras da Pinacoteca do Estado de São Paulo. Com a exposição, os professores de Arte que participam do projeto e os alunos da rede municipal passam a ter a experiência de aprendizagem de arte dentro do museu, bem como o público geral da região que poderá visitar gratuitamente a exposição", afirma Conceição Mirandola, diretora da Fundação Volkswagen.

A partir de setembro até o final do ano, cerca de 40 grupos de estudantes da rede municipal de ensino de Taubaté participarão de visitas guiadas, em companhia dos professores que participam do projeto Aprender com a Pinacoteca - desenvolvido no município desde maio. Nessas visitas, os estudantes terão aulas especiais sobre a história da arte, com recursos exclusivos produzidos especialmente para um tour, que contempla o acervo e o patrimônio local. A expectativa é que aproximadamente 1.350 alunos visitem o museu nesse período.

O Aprender com a Pinacoteca foi criado em 2008, pela Fundação Volkswagen, inicialmente implantado na cidade de São Bernardo do Campo (SP) com os seguintes objetivos: capacitar os professores de artes para a compreensão dos potenciais educativos do museu; auxiliar na compreensão aprofundada do papel da arte e da cultura como recursos educativos e sócio-inclusivos; ampliar a percepção dos educadores nas associações entre educação formal e não formal e disseminar o prazer da visitação e freqüência a equipamentos culturais, de forma a desenvolver a consciência crítica e a cidadania.

A exposição "Pelos caminhos de Taubaté: Identidade, Patrimônio e Cidade" é resultado do projeto Aprender com a Pinacoteca em Taubaté, realizado pela Fundação Volkswagen em parceria com a Pinacoteca do Estado de São Paulo e a Prefeitura Municipal de Taubaté, com apoio do Ministério da Cultura, da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

Serviço:

Exposição: "Pelos caminhos de Taubaté: Identidade, Patrimônio e Cidade"

Exposição de 25 de agosto a 10 de dezembro de 2012

Visitação de terça a sexta das 8h às 12h e das 14h às 17h30, sábados e domingos das 8h às 12h. Censura Livre.

Local:Pinacoteca Anderson Fabiano e Museu da Imagem e do Som.

Endereço: Avenida Thomé Portes del Rey, nº 761 - Jardim Ana Emília.

Entrada gratuita

 

Tags:
Comentários (0)

postado por FundaçãoVW | 30. agosto 2012 02:35
 

A Volkswagen do Brasil inaugurou nesta quarta-feira (29/8), na fábrica de Taubaté, a Biblioteca Volkswagen, especialmente concebida pela Fundação Volkswagen para atender aos mais de 5 mil colaboradores da unidade.

O evento contou com a presença do superintendente da Fundação Volkswagen e diretor de Assuntos Jurídicos da Volkswagen do Brasil, Dr. Eduardo Barros, da diretora da Fundação Volkswagen, Conceição Mirandola, do diretor da fábrica, Marcos Ruza, do diretor do Instituto Brasil Leitor, Wiliam Nacked e do Secretário de Turismo e Cultura de Taubaté, Carlos Eugênio Montecarlo César Jr. A inauguração ainda contou com a participação de atores representando personagens do Sítio do Pica-Pau Amarelo, criados pelo escritor taubateano Monteiro Lobato.

Com coordenação técnica do Instituto Brasil Leitor, a biblioteca tem o objetivo de incentivar a leitura entre os colaboradores das fábricas, seus familiares e comunidade. Em Taubaté, o acervo oferece 2.500 títulos entre livros técnicos e industriais, destinados à profissionais e jovens em formação profissional como estagiários e aprendizes do Senai, além de uma grande variedade de títulos da literatura nacional e internacional, que incluem desde os clássicos de Machado de Assis até best-sellers, como o "O Caçador de Pipas", e títulos infanto-juvenis, como "Harry Potter". Também estão disponíveis livros de negócios, de administração e idiomas.

Para a diretora da Fundação Volkswagen, Conceição Mirandola, a instalação da biblioteca é mais um projeto que reforça o compromisso da companhia em promover e realizar ações que contribuam para melhoria da qualidade da educação. "Com a inauguração da Biblioteca na fábrica de Taubaté, que se soma às bibliotecas nas unidades de São Bernardo do Campo e São José dos Pinhais, a Volkswagen está cada vez mais perto de ser reconhecida como a montadora da leitura".

Em um ambiente especialmente projetado para facilitar o acesso à leitura, com mobiliário moderno, confortável e funcional, o colaborador poderá consultar os livros disponíveis no local ou levá-los para casa em forma de empréstimo, sem nenhum custo. Além dos livros, a Biblioteca Volkswagen também disponibiliza jornais e revistas de grande circulação para a leitura diária. A biblioteca em Taubaté também poderá ser utilizada para a promoção de eventos especiais, como a visita de grupos de alunos de escolas públicas do município e ações motivacionais e de reconhecimento aos leitores mais assíduos.

Bibliotecas Volkswagen

Além de Taubaté, as unidades da Volkswagen do Brasil em São Bernardo do Campo (SP) e São José dos Pinhais (PR) também contam com a Biblioteca Volkswagen. A próxima a receber o projeto será a fábrica de São Carlos (SP).

O acervo das três bibliotecas juntas reúne cerca de 11 mil títulos, que geraram mais de 20 mil empréstimos em três anos de atividades. A biblioteca da fábrica de São Bernardo do Campo foi inaugurada em 2009 e conta mais de 2 mil sócios cadastrados e 6.000 títulos no acervo. Já a biblioteca da fábrica de São José dos Pinhais foi inaugurada em 27 de agosto de 2010, com acervo de aproximadamente 2.500 títulos. Periodicamente, são realizadas campanhas e concursos culturais para incentivar os leitores assíduos e atrair novos sócios da biblioteca.

 

 

Tags:
Comentários (0)


<<  novembro 2014  >>
seteququsedo
272829303112
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
1234567

Follow me on Twitter