Imprensa
Volkswagen
Pequena Central Hidrelétrica

  • Conteúdo
  • Vídeos
  • Fotos

Investir em sustentabilidade, inclusive na geração de energia limpa e renovável, é um dos objetivos estratégicos da Volkswagen do Brasil, que reconhece seu compromisso com o desenvolvimento sustentável do planeta.

 

Numa iniciativa pioneira entre as fabricantes de automóveis instaladas no Brasil, a Volkswagen inaugurou em 2010 a PCH (Pequena Central Hidrelétrica) Anhanguera, com um investimento de aproximadamente R$ 140 milhões. Localizada no rio Sapucaí, um afluente do rio Grande, entre as cidades de São Joaquim da Barra e Guará, no Estado de São Paulo, a central já possibilitou que a empresa aumentasse a utilização de energia renovável de 86% para 93,55%. A utilização de energia proveniente de fontes renováveis pela Volkswagen do Brasil teve porcentagem maior, inclusive, do que a média nacional para o mesmo período, que foi de 92,4%, de acordo com os dados mais atualizados.

 

Também conhecida como Celan (Central Elétrica Anhanguera S.A.), a PCH Anhanguera trabalha com três turbinas, com potência instalada de 22,68 MW, gerando 120.000.000 KWh/ano, o suficiente para abastecer uma cidade com cerca de 50 mil habitantes. A usina é resultado da parceria entre a Volkswagen do Brasil, a SEBAND e a Pleuston.

 

A Volkswagen do Brasil dedicou atenção especial ao meio ambiente na área da PCH Anhanguera. As ações ambientais desenvolvidas no entorno da obra preservaram a fauna local e recuperaram a mata nativa, contribuindo com o perfeito equilíbrio ecológico da região.

 

Antes mesmo da construção da PCH Anhanguera, a Volkswagen do Brasil concentrou esforços para minimizar impactos ambientais e sociais. Na área da Pequena Central Hidrelétrica, foi construído um viveiro com 720 m², capaz de produzir até 300 mil mudas de árvores nativas por ano, que são utilizadas para plantio nas áreas de preservação permanente. Cerca de 126 espécies foram catalogadas e cerca de 500 mil árvores foram plantadas para proteger e sombrear o lago. Ao longo do reservatório da PCH Anhanguera, foram reflorestados mais de 120 hectares de mata ciliar. O monitoramento da qualidade da água é outra preocupação constante.

 

Um Centro de Triagem de Animais Silvestres foi criado para exames laboratoriais e quarentena de espécies encontradas nas áreas ligadas à PCH Anhanguera. Para acompanhar o ecossistema da região, foi criado também o Programa de Conservação e Monitoramento da Fauna de Vertebrados Terrestres. O corredor de biodiversidade criado pelo replantio e preservação das espécies permite que os animais circulem livremente, contribuindo com o equilíbrio natural.

Para garantir a reprodução no rio Sapucaí, foi construída a ‘Escada de Peixes’, acoplada à barragem da PCH Anhanguera, a qual possibilita que as espécies subam o rio na Piracema, que é a época de desova.

 

A Volkswagen do Brasil dedicou atenção especial ao meio ambiente na área da PCH Anhanguera. As ações ambientais desenvolvidas no entorno da obra preservaram a fauna local e recuperaram a mata nativa, contribuindo com o perfeito equilíbrio ecológico da região.


Volkswagen conquista créditos de carbono

A primeira Pequena Central Hidrelétrica da Volkswagen do Brasil - PCH Anhanguera – recebeu em janeiro de 2012 o Certificado de Emissões Reduzidas (CER), também conhecido como Créditos de Carbono, aprovado pela Organização das Nações Unidas (ONU). Os créditos de carbono são um incentivo para que as empresas invistam em energia limpa e renovável.

 

Inédito para a unidade brasileira da Volkswagen, o certificado atesta que sua usina hidrelétrica é uma iniciativa sustentável de geração de energia, que contribui para reduzir a emissão de gases causadores do efeito estufa.

 

Os créditos concedidos pela ONU somam 162.848 toneladas de CO2e (gás carbônico equivalente) para o período de 10 anos.

 

 

Últimos Releases

Youtube Blog Volkswagen Volkswagen Brasil Facebook © Volkswagen do Brasil 2017 | Ibama | Fale Conosco | Política da Privacidade